sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Projeto praia sustentável - adote essa ideia

Vira e mexe, o tema referente às irregularidades  na dinâmica e no crescimento muitas vezes desordenados do litoral brasileiro é recorrente.  
Queiram ou não, a verdade é que toda a costa marítima brasileira, e Santa Catarina não é diferente, onde  hoje estão localizados os grande balneários e praias  que habitam milhares de pessoas que buscam desfrutar da tranqüilidade e do  bem-estar que estes ambientes proporcionam, se desenvolveram e cresceram sem o amparo de um projeto estruturante direcionado a sustentabilidade ambiental. 
Também é verdade que não devemos crucificar os desbravadores destas regiões, que hoje se tornaram referencia internacional como grandes pólos turísticos e de agregação de trabalho e renda, responsabilizando-os  única e  inteiramente pela situação de degradação que muitos balneários se encontram.  Isso porque, na época em que  inicio-se o processo de urbanização destes territórios, as normas, os regulamentos, as  necessidades humanas e o conhecimento técnico/cientifico eram bem diferentes dos atuais. Além disso, também é bom lembrar que o poder publico, tem uma parcela expressiva de responsabilidade nas fontes de conflitos atualmente geradas pelas inconformidades ambientais existentes,  em conseqüência da omissão nos processos regulatórios e  fiscalizatórios de sua responsabilidade. 
Porém, se ficarmos pura e simplesmente discutindo ou filosofando sobre os problemas existentes, tentando encontrar os  culpados, com certeza  não avançaremos na busca de soluções para  continuar  explorando os balneários e as praias  com responsabilidade  e com um mínimo de impacto  ambiental.
É necessário que o poder público desenvolva uma política de educação ambiental junto a sociedade de forma a elevar o grau de conscientização dos cidadões, dos tomadores de decisões e dos formadores de opiniões, para a necessidade premente de proteger os territórios e ambientes costeiros, além de incentivar ações que levem a resolução dos problemas existentes.  
O cenário atual poderá mudar  com a ajuda de todos, basta que cada um de nós faça a sua parte, afinal todos gostaríamos de poder aproveitar uma praia que esteja harmoniosamente inserida no contexto ambiente como um todo.  O desafio começa pela realização das coisas mais simples como arborizar a praia plantando mudas de arvores nativas em ruas, praças, parques, bosques, etc., cuidar do lixo dando um destino adequado aos diferentes resíduos, edificar os terrenos conforme estabelece as normas e a orientação dos plano diretores dos balneários, etc.
O ambiente marinho que é composto pelo mar, pela praia e seu entorno é um dos patrimônios mais belos que a natureza nos proporciona. Entender a dinâmica e a complexidade deste cenário são fundamentais para a sua preservação.

Osmar Volpato