segunda-feira, 11 de março de 2013

Atraso nas obras de duplicação da Br 101 causam prejuízos irreparáveis da região sul do estado de SC

Estudos elaborados pela Federação da Industria de Santa Catarina – FIESC em parceria com a UNISUL comprovam que a região sul do estado sofreu, nos últimos anos, um expressivo empobrecimento em razão do atraço nas obras de duplicação da BR 101. As obras que iniciaram em 2005 tinha uma previsão de conclusão para 2009, no entanto temos em 2013 e se tudo correr bem a obra será concluida em 2017.

Pasmem os senhores, o atraso de cinco anos ocasionado pela incompetência politica dos nossos representantes, já trouxeram um prejuízo econômico no valor de R$ 33 bilhões para a região sul.

Empresas de médio e grande porte desistiram de se instalar e investir na região sul em consequência das precárias condições de escoamento da produção. É riqueza, emprego e renda que vão pelo ralo. 

De acordo com os estudos divulgados esta semana, a região Norte do Estado possui uma vantagem competitiva em relação o Sul do Estado como se observa nos dados a seguir: A balança comercial, por exemplo, é 900% maior do que a região Sul; A importação é 450% maior; a exportação, pasmem, é 6% mil a mais que a região Sul. Isso significa que a região Norte é 31,6% superior ao Sul do Estado, ou seja, a região norte se desenvolve 32% a mais que a região Sul." Isso é uma vergonha".

Para que a situação não se agrave é estratégico que as autoridades e lideranças do Sul se mobilizem, no sentido de cobrarem um maior comprometimento do governo federal na conclusão das abras assim como discutirem programas de investimentos para a modernização do parque industrial existente tornando a região mais competitiva no senário nacional.