quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Histórias de Jaguaruna

Você sabia que até  o ano de 1880 Jaguauna se chamava  freguesia nossa senhora das dores.   Somente  a partir de  1880, de acordo com a lei 877, passou a se chamar Jaguaruna, incluindo toda a área ocupada pelas sesmarias de Campo Bom, Garopaba e a própria Jaguaruna.
Em 06 de Janeiro de 1891, através do Decreto Estadual n. 38, foi criado o município de Jaguaruna, decreto este assinado pelo Governador do Sul do Estado, Gustavo Richard. “No dia 02 de maio de 1891, foi solenemente instalado o município  de Jaguaruna.
Porém, em 30 de agosto de 1923, o município de Jaguaruna foi extinto através do  decreto n. 1451, passando a fazer parte de Laguna.
O município foi extinto devido a “atritos políticos” entre o então governador do  estado, Hercílio Luz e o prefeito da época.
Somente em 1930, com a intervenção do Governador provisório do Sul do Estado, Ernesto Lacombe, é que Jaguaruna voltou a ser considerada município e tornou-se independente de Laguna.

Em Julho de 1974, foi criada a primeira lei municipal que definia o perímetro urbano do municipio. A Lei nº 281 foi decretada e sancionada pelo então Prefeito José João Silvano e convertia uma extensa área rural, situada na faixa litorânea que ia da Barra do Rio Urussanga, no Balneário Torneiro, até a Barra do camacho em área urbana.
O primeiro loteamento do Balneário Campo Bom foi oficializado em 1964 e situava-se entre o Bosque mais mil metros em direção ao Norte.