domingo, 4 de novembro de 2012

Jaguaruna necessita urgentemente rever os gargalos que atravancam seus desenvolvimentos


De acordo com as autoridade, o município de Jaguaruna recebe a cada temporada de verão de 100 mil visitantes veranistas quem vem em busca de lazer, descontração, diversão. conforto, tranquilidade, alegria e segurança. No entanto a carência de investimentos disponibilizados nos últimos anos não tem permitido que os turistas desfrutem, na sua plenitude, das belezas da região. Por outro lado o município vem arrecadado anualmente R$ 6.000,000,00 de reais somente de IPTU. Deste montante de de recursos muito pouco tem retornado aos balneários em forma de obras que possam melhorar a vida dos habitantes. Valores estes que poderiam ser muito maiores se houvesse um recadastramento de todos os imoveis que nunca pagam o imposto, bem como cobrar daqueles que são inadimplentes. Então é bom registrar que a falta de investimentos em obras de melhoria dos balneários não é por falta de recursos mas sim por falta de vontade politica dos nosso governantes que na maioria das vezes priorizam regiões de seus interesse particulares em detrimentos de outros.

O prefeito Luiz Napoli recentemente eleito como novo prefeito de Jaguaruna afirmou como compromisso de campanha, que não haverá aumento de IPTU em 2013. o que é preciso, segundo ele, é administrar bem os recursos existente.

A falto do projeto de gerenciamento costeiro que deveria ser elaborado e aprovado pela prefeitura, na qual definirá as Área de preservação ambiental tem provocado embargo em toda a orla marítima de JAGUARUNA e que estão comprometendo demasiadamente o desenvolvimento das praias, causando crise e prejuízos irreparáveis no setor imobiliário, falência do comercio local, esvaziamento da mão de obra e sumiço dos investidores.

É inconcebível que um município com 37,5 km de praias que alberga 19 balneários e que geram riquezas e desenvolvimentos para o município, permaneça com os embargos imposto pela justiça. Esperamos que o novo prefeito inclua na sua agenda com prioridade máxima a solução destas questões.