segunda-feira, 20 de junho de 2011

Balneário Campo Bom está dentro da área de restinga que compõem o bioma da Mata Atlântica

A relação existente entre uma comunidade e todos os fatores físicos que sobre ele incidirem denominamos de ecossistemas. Existem vários ecossistemas no mundo. Pode-se considerar a palavra ecossistema equivalente à palavra BIOMA. Como se sabe, existem na natureza vários biomas ou ecossistemas como é popularmente conhecido. Entre eles podemos citar as florestas tropicais, os oceanos, a mata atlântica, a caatinga, os cerrados, os desertos, etc.
Entre os diferentes ecossistemas que formam o Bioma da Mata Atlântica e que conferem uma grande diversidade à paisagem temos a restinga. De acordo com a RESOLUÇÃO Nº 10, DE 1º DE OUTUBRO DE 1993 do CONAMA da -se o nome de restinga toda a vegetação que recebe influência marinha, presente ao longo do litoral brasileiro, também considerada comunidade edáfica, por depender mais da natureza do solo do que do clima. Este tipo de vegetação é encontrada em praias, cordões arenosos, dunas e depressões e se caracterizam por apresentar folhas rijas e resistentes, caules duros e retorcidos e raízes com forte poder de fixação no solo arenoso. O solo da restinga é composto basicamente por areia de quartzo + uma capa de humus o que tornam salgados e pobres em nutrientes.
As áreas de restinga ocupam grandes extensões do litoral, sobre dunas e planícies costeiras. Iniciam-se junto à praia, com gramíneas e vegetação rasteira, e tornam-se gradativamente mais variadas e desenvolvidas à medida que avançam para o interior, podendo também apresentar brejos com densa vegetação aquática. Abrigam muitos cactos, orquídeas e arbustos, entre outras especies.
 
De acordo com os estudiosos, as espécies que vivem na restinga possuem mecanismos apropriados para suportar os fatores físicos dominantes, como a salinidade, extremos de temperatura, forte presença de ventos, escassez de água, solo instável e insolação forte e direta. Este conjunto de fenômenos naturais que agem sobre a restinga, torna este ecossistema extremamente vulnerável quando a ação do homem é intensa e sem critérios  neste espaço ou território. Esta é a  razão fundamental de que se adote mecanismos de preservação quando se busca alterar o ambiente de forma a adequar ao convívio e a mobilidade urbana.
Estamos vivenciando um momento da nossa história em que o desenvolvimento econômico é necessário, mas a preservação do meio ambiente é imprescindível.  
Estes dois valores devem sempre convergir, lembrando  que as questões  ambientais, nos dias atuais, tem um peso estratégico, na medida em que constitui a base essencial do sistema de vida no planeta.